Os preços descem, mantêm-se ou descem?

As análises, avaliações e notícias relacionadas com o imobiliário variam na sua conclusão.

Mas quem estará certo?


Naturalmente que a análise muitas vezes realizada em conjunto para o mercado imobiliário reflecte investimentos, compras e negócios que, em alguns casos, se concretizaram no ano negro de 2020, mas cuja preparação, evolução e negociação já vinham a decorrer à meses (transitando mesmo de 2019 para 2020).


A desagregação por mercados - comercial vs residencial - pode já apresentar algumas diferenças, mesmo que em algumas regiões os valores se tenham mantido (ou mesmo crescido).

Como referido no "post" anterior, o Porto apresenta em termos estatísticos preços acima do valor médio do ano anterior. Mas desses valores quantos se referem a escrituras concluídas no presente ano, mas que têm origem em situações anteriores.


O mercado conta ainda com os apoios estaduais, como as moratórias, que têm sustentado e aliviado a pressão junto de famílias e negócios, nomeadamente os negócios relacionados com o turismo, permitindo a manutenção de situações que, de outra forma, já teriam colocado esses imóveis no mercado (provavelmente).


Das poucas movimentações que permanecem com um factor positivo será a entrada, ou interesse em entrar, de cidadãos estrangeiros no nosso país com o objectivo de residir, e não unicamente por mero turismo.


Do lado dos negócios comerciais surgem muitos negócios concluídos em 2020 que já teriam tido início no ano passado.

Mesmo no que se refere a espaços de escritórios. Isto apesar de Portugal, e com um destaque especial para o Porto, permanecer no radar e interesse em adquirir espaços por parte de muitas empresas de vários pontos do globo.


No entanto, e de acordo com vários dados, as alterações no que se refere às formas de trabalho, poderá ainda apresentar, no mínimo, o desejo de reduzir a dimensão dos espaços ou da forma de desenvolvimento dessas presenças.


Se considerarmos a informação constante nos artigos divulgados no Idealista (Ana Paula Serra do Banco de Portugal na "Semana da Reabilitação Urbana) ou do Observador (relativamente às informações da Moody's sobre os preços das habitações), várias variáveis irão afectar o evoluir do mercado:

  • redução da actividade da construção;

  • fim das moratórias;

  • entrada no mercado de habitações que se encontravam dedicadas ao turismo;

  • alterações no que se refere aos hábitos de trabalho;

  • vendas com desconto devido à situação económica das famílias e das empresas;

  • etc.

E outras há que podem afectar a forma como este se irá comportar e a forma como os preços serão afectados, principalmente se houver uma entrada de stock (de imóveis usados) decorrentes das necessidades de financiamentos por parte dos seus funcionários, em consequência da crise existente.


A incerteza e a ambiguidade, de que já tivemos oportunidade de falar anteriormente, são cada vez mais uma realidade com a perspectiva de uma correcção em baixa dos preços e em todas as regiões com o arrastar da situação de pandemia que já se perspectiva irá permanecer durante 2021, apesar das vacinas iniciarem a estar presentes e a ajudarem a controlar a dispersão.


Será, naturalmente, um atenuador, mas a situação volátil e de incerteza (que estas mesmas vacinas ainda encerram) vai permanecer.


Mas continuaremos atentos, mas sempre dissecando os dados que todos os actores no mercado vão fornecendo, pois a precaução e análise do mercado e dos consumidores permanece a forma mais prudente e racional de avaliar o mercado numa época de grandes incertezas.


Nesta perspectiva podem encontrar a análise, as respostas e respostas no âmbito de actuação da IMOBINTEL.

Continue a seguir as nossas publicações, enquanto mantemos uma atenção especial a esta evolução na Imobintel.

A Imobintel dispõe de um observatório permanente sobre tendências (politicas, económicas, sociais, tecnológicas, legais e ambientais) que possam ter impacto relevante no sector imobiliário. Somos focados na prospectiva e no planeamento estratégicos, que acreditamos ser a formula excelente de diagnóstico, análise e resolução dos problemas de gestão de empresas e de projectos de investimento.

  • Black LinkedIn Icon

IMOBINTEL

Rua da Lionesa, 446, Ed. C12

Portugal

info@imobintel.pt

929 075 128

©2020 by Imobintel. Desenvolvido por Comunicadores & Associados